O DESENVOLVIMENTO MEDIÚNICO É, ANTES DE TUDO, UM DESENVOLVIMENTO DE SI MESMO

O desenvolvimento mediúnico na Umbanda

Quando passamos a frequentar a Umbanda, iniciamos um processo de profunda transformação interior. E ao decorrer do desenvolvimento mediúnico, estas mudanças intensificam-se.

As vibrações elevadas dos guias mexem com nossas energias. Aquilo que está oculto manifesta-se. E as questões que há tanto tempo tentamos fugir, mais uma vez dá sua cara.

Mágoas guardadas, sentimentos reprimidos, hábitos negativos, pensamentos acumulados vêm à tona. Isto porque o desenvolvimento mediúnico desenrola uma verdadeira limpeza interior. Antes de participar das consultas, os guias preparam seus aparelhos.

De uma maneira ou de outra, você terá que lidar com suas sombras interiores. Enfrentar as trevas que habitam seu ser. Muitas vezes, é doloroso, difícil, mas necessário. Pense bem, como poderá o guia orientar o perdão, quando seu próprio cavalo guarda profundos rancores?

Com o desenvolvimento, firma-se no médium não somente as vibrações dos guias e Orixás, mas também as valores que a espiritualidade nos ensina. É o momento de desenvolver a paciência, a humildade, a simplicidade, a reverência ao sagrado.

Por este motivo, aquele que deseja passar bem por este período, deve apresentar uma constante disposição para se transformar. Encarnar a boa vontade para ouvir os conselhos e orientações dos guias e colocá-los em prática na própria vida.

É quando assume-se responsabilidades. Você não é mais consulente, não pode mais comparecer no terreiro apenas para receber, deve também fazer sua parte. Contribuir para que o axé aconteça. E buscar integrar-se ao seu terreiro. Há muitas formas de ajudar.

O desenvolvimento mediúnico também será o momento de expandir os seus conhecimentos. Para isso, está a disposição uma infinidade de textos, livros, vídeos, páginas, entre outros. Mas principalmente, o saber virá através da própria experiência no chão do terreiro. É preciso ouvir com humildade, observar tudo o que o que lhe cabe, e estar próximo dos seus mais velhos.

Entenda, Umbanda não é somente incorporação, mas desenvolvimento pessoal em todos os sentidos. O amadurecimento da mediunidade exige um amadurecimento de si mesmo. Mergulhar no seu interior, aprofundar-se no autoconhecimento. Realizar a tão falada reforma íntima, para que você possa ser um instrumento afiado da espiritualidade para a prática do bem.

Saravá a todos!

#desenvolvimentonaumbanda

Fonte: Umbanda com simplicidade

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s