Bem Vindo

Bem vindo ao site do Centro Espírita Casa de Jurema.

O intuito desta página é mantê-los informados sobre nossos dias e horários de sessões (festivas ou regulares), assim como trazer informações a respeito da Umbanda, fotos das nossas sessões festivas, entre outros informativos.

Confira abaixo nossa agenda.

Paz e Luz.

Fim de Ano da Casa de Jurema

Já iniciamos o apadrinhamento das mais de 100 crianças assistidas pela Casa de Jurema para o “Natal do Pai Geraldo”.
Os irmãos interessados em presentear e alegrar nossos pequenos amigos com um brinquedo, uma roupa e um calçado podem procurar a Secretaria para ver a lista e obter maiores informações.
No dia da Festa de Natal, as crianças apadrinhadas recebem seus presentes!

Além do apadrinhamento, no fim do ano a Casa de Jurema oferece cestas de Natal para as família assistidas pelo CECJ e contamos com a colaboração de todos vocês para arrecadar e distribuir alimento a essas famílias.

Nos ajudem a fazer uma festa linda!

convite-natal-do-pai-geraldo

 

Definição de Umbanda e a Ética dos seus Sacerdotes – por Sidney de Moraes

Umbanda é coisa séria para gente séria“, já dizia o Caboclo Mirim.
A todos os médiuns e trabalhadores de Umbanda, cabe a missão de receber irmãos, muitas vezes em agonia e desolação, para ajudar-lhes a reencontrar o passo, o rumo. Isso implica em dizer que nossas casas de Umbanda possuem três funções primas e essenciais. Elas são ao mesmo tempo: templos, hospitais e escolas.

Continue lendo…

Fé raciocinada – Por Rogério Coelho

Esse texto me foi apresentado por um irmão da Casa e nos ajuda a refletir o quando é importante a razão perante a nossa Fé. Questionamentos, inquietações, dúvidas nos auxiliam na consolidação da Fé segura e da Humildade.
A prática religiosa visa promover o desenvolvimento intelectual e espiritual, especialmente no caso das religiões mediúnicas.
Se hoje vemos tantos textos falando sobre a importância da mediunidade consciente na Umbanda como recurso essencial para o aprendizado e desenvolvimento do médium, através da interlocução entre mediador e entidade e mediador, entidade e assistente, precisamos observar que isso não é por mero acaso. A evolução que temos da mediunidade inconsciente para a mediunidade consciente, que abriu espaço para essa parceria, já indica que o médium é participante ativo da Umbanda e não mais um meio de comunicação entre o mundo espiritual e o mundo material.
Nesse contexto não cabem mais as verdades absolutas e inquestionáveis. Porque é através do diálogo, das dúvidas e das inquietações que ambos evoluem.
Finalmente o texto!

Read More